A estação embirrante

Todas as estações são iguais mas algumas são mais iguais do que outras.

Pode ser impressão nossa, mas parece-nos que o outono é a estação mais palerma de todas. Fica ali, entalado entre o verão e o inverno, não é uma coisa nem outra. Com a primavera acontece mais ou menos o mesmo, note-se, mas em bom. Porque a primavera sempre tem as flores, as andorinhas, os dias a crescer… é verão, pronto, só que lhe dão outro nome.

Já o outono não é carne nem é peixe, a pessoa não sabe se há de vestir o fato de banho ou o sobretudo com as galochas. Nuns dias (normalmente durante a semana) está um calor que não se aguenta, 32° à sombra e o diabo à sete; noutros (lá está, ao fim de semana) chove a cântaros. Mas isto tem algum jeito? É uma estação embirrante, o outono. Não fosse pelas castanhas assadas e só se salvavam mesmo as garrafas de Cabriz que, mesmo essas, não sabemos se havemos de abrir branco ou tinto no outono. Abre-se uma de cada, valha-nos Cabriz.

Com o Cabriz, abre também as nossas páginas de Instagram e Facebook e instalares os nossos stickers de WhatsApp aqui.

Partilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp