Cabriz tem uma nova assinatura mas, mais do que isso, uma nova atitude.

Valha-nos Cabriz.

É provável que já tenhas reparado que temos uma nova assinatura, afinal de contas pareces uma pessoa atenta ao que é realmente importante na vida, como escolher o Cabriz certo para cada momento, por exemplo. Pois é, temos mesmo uma nova assinatura mas, mais do que isso, temos uma nova atitude. Especialmente dedicada a todos nós, que adoramos um bom vinho mas temos pouca ou nenhuma paciência para enochatos. Ai os taninos e a adstringência e o corpo e o ataque e a… santa paciência, valha-nos Cabriz. Vês como dá jeito?

Mas não é só para eles, a nossa assinatura. Convenhamos que o mundo, de uma forma geral, também gosta muito de se pôr a jeito. Pandemia, confinamento, teletrabalho, limpezas, reuniões, trânsito, segundas-feiras, despertadores, obras na casa do vizinho, unhas encravadas, chuva, frio, enfim, é um não acabar de coisas chatas e chatinhas mesmo a pedir um desabafo à altura.
Valha-nos Cabriz é, por isso, mais do que uma assinatura, é uma interjeição que servimos com todo o gosto a todos quantos a queiram utilizar sempre que dela necessitem. Por isso, utiliza-a. Agora mesmo. Serve um copo de Cabriz e diz connosco:

Venham a nós os simples e os despreocupados. Os genuínos e os descomplicados. Os que facilitam e arranjam maneira. Os que desatam os nós que temos na cabeça e os que saboreiam, porque deles serão os melhores momentos da vida. Mas livrai-nos dos chatos e dos enfadonhos, dos entediantes e dos maçadores. Dos coca-bichinhos, dos picuinhas, dos obtusos, dos secantes e dos cromos. Dos melgas. Dos estorvos e dos estropícios. Libertai-nos para sempre do tédio de uma história que não leva a lado nenhum. Das razões e dos porquês. Poupai-nos a números e factos e dai-nos a santa paciência para aturar o amigo que nos fala por cima do ombro sobre os taninos porque tudo aquilo que queremos distinguir num bom vinho é o sabor e o prazer do momento que ele proporciona. Valha-nos Cabriz.

Não te esqueças de nos seguir no Instagram e no Facebook. Todos os dias há um desabafo novo.

 

Partilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp