Blogue

Cabriz corre na EDP Grande Prémio de Natal

 Cabriz Cabriz   No Comments

Nov02
Search O melhor é conhecer, por dentro, o seu vinho preferido. Saber por onde ele anda e com quem. Ver os copos onde se entorna e as mãos que o transportam. Voar com ele e trazê-lo para casa, a cada regresso. Descobrir os segredos das vinhas e das vindimas e

PUB FACEBOOK

The Wall Street Journal | Cabriz Tinto 2016

 Cabriz Cabriz   No Comments

Out31
Search O melhor é conhecer, por dentro, o seu vinho preferido. Saber por onde ele anda e com quem. Ver os copos onde se entorna e as mãos que o transportam. Voar com ele e trazê-lo para casa, a cada regresso. Descobrir os segredos das vinhas e das vindimas e

The-wall-street-journal-cabriz

Cabriz Edição Especial | Grandes Escolhas

 Cabriz Cabriz   No Comments

Out30
Search O melhor é conhecer, por dentro, o seu vinho preferido. Saber por onde ele anda e com quem. Ver os copos onde se entorna e as mãos que o transportam. Voar com ele e trazê-lo para casa, a cada regresso. Descobrir os segredos das vinhas e das vindimas e

Cabriz Edição Especial

Cabriz Escolha | Revista de Vinhos

 Cabriz Cabriz   No Comments

Out25
Search O melhor é conhecer, por dentro, o seu vinho preferido. Saber por onde ele anda e com quem. Ver os copos onde se entorna e as mãos que o transportam. Voar com ele e trazê-lo para casa, a cada regresso. Descobrir os segredos das vinhas e das vindimas e

Cabriz Escolha Tinto

Escolha de Setembro | Allt om Vin

 Cabriz Cabriz   No Comments

Set23
Search O melhor é conhecer, por dentro, o seu vinho preferido. Saber por onde ele anda e com quem. Ver os copos onde se entorna e as mãos que o transportam. Voar com ele e trazê-lo para casa, a cada regresso. Descobrir os segredos das vinhas e das vindimas e

@

Cabriz, associa-se novamente à EDP Grande Prémio de Natal 2019, uma das provas de corrida mais emblemáticas que se realizam na época natalícia em Portugal. Esta prova de atletismo realiza-se no dia 15 de Dezembro em Lisboa e Cabriz será um dos seus patrocinadores oficiais.

Cabriz tem vindo a estar presente em eventos de renome e que se encontram imbuídos do mesmo espírito familiar de partilha e convívio que preside à orientação da marca. Este posicionamento vai também em busca de conseguir cativar novos consumidores, junto de um público que não é tradicionalmente amante de vinho. Nesse sentido, Cabriz irá oferecer aos participantes uma garrafa de 37,5 cl, juntamente com o kit que contém as t-shirts e os dorsais, mostrando o que de melhor se produz nas terras do Dão.

Nos próximos dias, Cabriz irá desenvolver passatempos nas suas redes sociais, através dos quais irão ser feitas ofertas de inscrições na corrida que irá atravessar algumas das principais artérias da cidade de Lisboa. Com partida em Benfica, o percurso prossegue pelo Campo Grande, seguindo a Avenida da República, passando pelo Campo Pequeno até ao Saldanha. Do Saldanha segue a Avenida Fontes Pereira de Melo até ao Marquês do Pombal e desce a Avenida da Liberdade até aos Restauradores, onde está situada a meta.

A todos os participantes, Cabriz deseja uma boa corrida!


The Wall Street Journal.

O maior jornal dos Estados Unidos (em circulação), divulgou no passado dia 24 de Outubro, um artigo sobre um dos produtos que melhor sabemos fazer, o vinho. E o nosso Cabriz Colheita Selecionada Tinto 2016 marcou a sua presença.

Intitulado de “The 5 wines we should be drinking more of”, o periódico americano coloca o seu foco de atenção sobre cinco marcas de vinho: Trimbach Riesling, 2016 Cabriz, 2018 Southern Right Sauvignon Blanc, Champalou Brut Nonvintage e 2014 Woodlands ´Margaret´Margaret River.

No entendimento do The Wall Street Journal, estas cinco marcas de vinho não entram no radar do vinho mainstream para o americano comum. Apesar de possuírem bastante qualidade, não recebem a atenção e o respeito que merecem, essencialmente por desconhecimento das suas marcas e das suas regiões de produção.

Some wines simply don´t get the attention and respect they deserve.” – Lettie Teague

O artigo refere que muitos serão os americanos que conhecem o vinho do Porto, alguns destes até conhecerão a existência das encostas do Douro onde este é produzido, porém, para a grande maioria dos americanos, a zona do Dão ainda será bastante desconhecida. E este desconhecimento origina a que acabem por dar privilégio a vinhos mais caros e com menor qualidade que aquela que alcançamos nos vales do Dão.

As terras do Dão são bastante generosas para a produção de vinho, marcando de forma vincada, a riqueza e qualidade do produto que aqui se produz. Tarda a chegada do reconhecimento internacional pelo produto que fazemos com tanta dedicação, mas apesar de “escondidos” entre as várias regiões DOC de Portugal, começamos a atrair a atenção de mercados vínicos importantíssimos, como será o caso do mercado americano.

“2016 Cabriz ($6.50), a red Dão wine that´s fruity, fun, easy to drink and very cheap.” – Lettie Teague

O nosso profundo agradecimento a Lettie Teague e ao The Wall Street Journal pelo reconhecimento ao nosso Cabriz Colheita Selecionada Tinto 2016.


O nosso Cabriz Edição Especial 2015 reuniu o consenso do júri do concurso Escolha da Imprensa do evento Grandes Escolhas | Vinhos & Sabores 2019 que se realizou este fim de semana na Feira Internacional de Lisboa, tendo vencido esta distinção na categoria de Vinhos Tintos. É o reconhecimento público de um vinho português de grande qualidade.

Composto com um blend de castas Touriga-Nacional (50%), Alfrocheiro (25%) e Aragonez (25% ), o Cabriz Edição Especial apresenta um aroma intenso em frutos silvestres e especiarias, e ainda, nuances de frutos vermelhos frescos e de tostados. De sabor frutado, macio e equilibrado, este vinho revela um final de boca aveludado. Será assim a escolha ideal para acompanhar queijos maturados e iguarias de confecção estruturada e delicada da cozinha Mediterrânica, Chinesa, Indiana e Africana.

Cabriz Edição Especial é um vinho quase secreto, que lançamos para que fosse descoberto, como uma jóia rara. Para ser bebido em segredo e partilhado apenas com quem é realmente especial.


A Revista de Vinhos selecionou o nosso Cabriz Escolha Tinto 2016 para o seu guia, atribuindo-lhe uma classificação de 16 pontos. Este vinho foi pensado e desenhado pelo enólogo para combinar com a riqueza e diversidade gastronómica do nosso país, sendo a escolha perfeita para a harmonização de um almoço ou jantar no restaurante.

Através de um blend de castas Alfrocheiro (50%) e Aragonez (50%), o Cabriz Escolha Tinto apresenta um aspecto límpido, cor granada intenso, quase opaco e tons violáceos. O seu aroma é intenso, frutado, distinto pelas notas de frutos vermelhos que resultam de uma fermentação pré-fermentativa.

A review da Revista de Vinhos define o nosso Cabriz Escolha Tinto 2016 como sendo:

“Rubi translúcido. Nariz muito fresco marcado pela fruta vermelha, cítrico de bergamota, floral de violeta . Na boca é acetinado, fresco e jovem, com grande equilíbrio e taninos plenamente integrados. Muito elegante, muito bem feito.” – LC


A conceituada especialista de vinhos sueca da Allt om Vin, Gunilla Hultgren Karell, elege o nosso Cabriz Biológico Tinto 2016 como uma das suas três escolhas do mês de Setembro.

Nas suas próprias palavras, Gunilla destaca o equilíbrio e intensidade presente no nosso Cabriz Biológico Tinto 2016Bra höstvin i generös, stadig och mörkfruktig stil med balans och intensitet. Här finns stråk av plommon, kakao och örter.

“Um bom vinho de outono, de estilo frutado generoso, firme e escuro, com equilíbrio e intensidade. No qual irá encontrar notas de ameixa, cacau e ervas.“

O nosso Cabriz Biológico Tinto 2016 deriva de um blend das castas Touriga-Nacional e Aragonez, sendo produzido da forma mais natural possível. Com uma intervenção humana reduzida ao seu mínimo essencial, procuramos confiar nos instintos da natureza, deixando ao seu cuidado, o amadurecimento das nossas uvas.

O resultado não poderia ser melhor, o nosso Cabriz Biológico Tinto 2016 respeita os processos da natureza, mantendo ao mesmo tempo, um sabor frutado, harmonioso e elegante. Uma escolha ideal para quem aprecia um retorno aos métodos de outros tempos, nos quais se mantinha um contacto mais próximo com a natureza.